Caminhando de mãos dadas com nossa mãe e Senhora Virgem Maria para sentir as batidas maternas de seu coração este ano 2022 e as palavras do salmo se cumprem 66 “O Senhor tenha misericórdia e nos abençoe”

ano marcado por profundidade humano e cristão diante de uma realidade que nos preocupa e questiona nossa fé no momento presente. Um início de ano que nos leva a encarar com seriedade, aprumo, audácia, bravura e para não falar com uma fé inabalável. Virar a página diante da realidade pandêmica que nos abala seria um erro. Desejo que comecemos o novo ano com vontade de renovar diante de um novo estilo que nos foi imposto neste último ano e meio. A novidade deste novo ano não virá de fora. A novidade só pode brotar de dentro de nós buscando força no Senhor através da oração profunda e constante.. Desperte em nós paz consigo mesmo, com Deus e com os outros, exercendo obras de misericórdia com os que sofrem. Em Deus tudo é começo e renovação. Cada ano que nos é oferecido é um tempo aberto a novas possibilidades e, neste caso, a realidades desconcertantes que temos e continuaremos a sofrer com a palavra e a realidade da pandemia, que nos fez reconhecer mais uma vez nossa condição humana ferida e vulnerável. É um tempo de graça e salvação em que somos convidados a considerar o que é bom e banir o que nos impede de crescer na graça e no humanismo.. É importante ouvir as perguntas que podem surgir dentro de nós. O que eu espero do ano novo, marcado pela pandemia e tantos surtos? Como lidar com os problemas criados pelo Covid: desigualdades alarmantes, enquanto um milhão de pessoas nesta situação ficam mais ricas 23 eles ficam mais pobres, complexidade do controle social, a situação de saúde desconcertante, o confronto alterado e político em seu grau de corrupção? Não esqueçamos que este momento enquadrado no ano 2022 nos desafia a uma fé séria e forte, para uma profunda espiritualidade, e embarcar na grandeza da esperança cristã. Não podemos esquecer que o ano será o que cada um de nós contribuirá com um sério compromisso de mudar o que é urgente e remover tudo o que ameaça a cultura e a dignidade de uma pessoa.. Cada novo tempo é um chamado ao trabalho e à esperança. O tempo e o momento presente nos desafiam a ver, discernir e trabalhar na névoa. Cristo se aproxima dos homens nos momentos mais difíceis, mas ele faz isso de uma maneira sorrateira, para não ferir e não atropelar a liberdade de construir a própria história. Nestes momentos de neblina o Senhor também aparece, mas depois de trabalhar a noite toda e não sentar com os braços cruzados. Lutar sem o Senhor é uma tarefa inútil, É um ano esmagado e perdido. É hora de trabalharmos juntos, em espírito de fraternidade. Quando você trabalha em fraternidade você consegue o que o Senhor quer durante o ano. Este ano, somos convidados a ser crentes em oração. (relacionamento pessoal com Cristo), de fraternidade sincera (comunhão eclesial), de trabalho autêntico e generoso diante de circunstâncias prementes como este mundo com suas repressões, suicídios, violência de gênero e a entrada silenciosa mas grave de um comunismo que ataca os grandes valores do ser humano e a cultura da vida e os ventos de furacão que sopram de todos os lados, e de uma firmeza e esperança audaciosa que nos impele a correr até à meta para que no final do caminho da vida Maria nos mostre o Senhor.

Maria, o mais verdadeiro crente, ajude-nos a viver abertos e disponíveis diante das tempestades e calmarias do ano que inauguramos.

Quiero compartir con vosotros esta reflexión: DOZE NOVOS SINALDOS NO 2022 PARA O NOSSO CORAÇÃO

1º. obrigado o durar como don de Dios. . Vive el presente “el hoy” como esperanza y creatividad. 3º. Di “SI” al paso cercano de Dios por tu vida. . Confiar em, Dios te encomienda cosas grandes. . Valorize o pequeno, llegaros a lo grande. . Mira la vida con sencillez y amor. 7º. Ten paz interior y buen humor, para lo que pase. 8º. Perdona y pide perdón. . Haz algo por el otro y serás feliz. 10º. Atento, estar com o fone de ouvido ligado, Dios te habla cada día. 11º. Deus está contando com você, no le falles. 12º. Ele ama a Deus, amar a vida e amar o mundo do criador e que, Santa Maria, que como mãe, me conheça melhor me ajude a viver com alegria e frescor de coração este ano 2022 me conheça melhor me ajude a viver com alegria e frescor de coração este ano, me conheça melhor me ajude a viver com alegria e frescor de coração este ano, me conheça melhor me ajude a viver com alegria e frescor de coração este ano.

me conheça melhor me ajude a viver com alegria e frescor de coração este ano 2022, me conheça melhor me ajude a viver com alegria e frescor de coração este ano! ¡Feliz Año Nuevo Santa María! ¡Felices días nuevos, me conheça melhor me ajude a viver com alegria e frescor de coração este ano! Pai Rolando

 

 

Natal 2021

NATAL SANTO E HUMANO

Natal em tempos difíceis e crentes intrépidos para recuperar o Menino Jesus.

No dia de Natal nasce a Luz que ilumina a nossa vida e o nosso caminhar, "As pessoas que andavam nas trevas viram uma grande luz" (Isaías 9:1). O Senhor da Vida nos mostra seu Rosto para que possamos olhar para ele e nos iluminar, como se dice en el salmo 34: 6, através de Jesus descobrimos a vida do Espírito. E a Palavra se fez carne, "E acampado entre nós" (Banheiro 1: 14).

Hoje precisamos dessa luz mais do que nunca porque as trevas destes tempos do século 21 escurecem os corações e os passos do homem de hoje. Los apagones de luz obstaculizan ver el Rostro del Dios que vino y que viene. Um mundo preso por turbulências políticas que levam à ruína econômica, moral e humano, com suas neuroses de poder e tendo, com leis provocativas que ameaçam a gravidade da vida, e para a dignidade da pessoa, e para a realidade do homem e da mulher. Um mundo onde não há lugar para Deus "veio aos seus e não o receberam" (Banheiro 1: 11); "E para aqueles que o receberam e lhes deram o poder de se tornarem filhos de Deus" (Banheiro 1: 12). Estas palavras encorajadoras e esperançosas que os pastores ouviram foram de "grande alegria para todo o povo" (Lucas 2: 10).

Eles são pobres pastores, os únicos acordados para ouvir as notícias. Deus é livre e mais facilmente acolhido pelo simples. Os místicos têm razão quando nos dizem que são necessários três passos para acolher a Deus.: esvaziar-nos, privar-nos e tornar-se pobres. Temos cada vez mais coisas para desfrutar, mas não devem ocupar ou deslocar o lugar que corresponde a Deus. O que pode ser realmente nessas festas tão estragadas pelos interesses do consumidor e nossa mediocridade? Há muitas pessoas que não se importam em acreditar ou não acreditar, que Deus morreu ou que ele nasceu. Eles não parecem precisar de Deus.

O Natal é sempre uma chamada para os crentes renascerem para a alegria, a esperança, a solidariedade, fraternidade e total confiança no Pai. Uma festa muito mais profunda e alegre do que todos os gadgets da nossa sociedade de consumo. Os crentes têm que reconquistar o coração desta festa do silêncio. Natal como maria, contemplar desde o silêncio e mistério de Deus, Amor que nos chama a mudar, viver para os outros, para reconstruir no mundo o sacramento da presença de Deus que nos contagia com seu hálito. Um Deus que alcança os homens para se tornar nosso irmão. É Cristo quem chega à história do homem, de cada homem, de cada homem. É Cristo quem vem à manjedoura em Belém e a cada manjedoura, para cada coração. Alegria de natal, só é possível se o coração se reconhecer como uma pobre manjedoura e estiver pronto para receber o Deus do Amor. Isso acima da noite de dificuldades, contração muscular, ressentimentos, hostilidades, apatia, grande crise religiosa, e atormentado pela confusão desta pandemia em suas diferentes características que nos levam a mudar nosso passo em direção a Deus, para nós e para os outros. Vamos empreender, como magos, a longa jornada de responsabilidades pessoais e coletivas, sem nos deixar ser anestesiados por esta terrível realidade política, proclamar com obras e palavras o evangelho da verdade e da esperança, com total atenção ao espírito de Deus, que desperta palavras e ações capazes de acender a luz dos corações que encontramos em nosso caminho.

Espero que estas férias de Natal sejam mais uma vez um dia alegre e um encontro profundo com Jesus na Belém das nossas vidas., com o mesmo espirito, alegria e simplicidade dos pastores (Lucas 2: 8-20). Um encontro que nos obriga a quebrar, deixei, e medos separados, dificuldades, reafirmação, egoísmo e apatia, e isso nos compromete a contar o que vimos e ouvimos. Viver o Natal é descobrir no meio da noite, quando a escuridão mais completa reinou, que o Senhor sorriu na terra e seu sorriso ressoou em mil ecos de paz. Ele se tornou um companheiro de nossa caminhada através de tropeços e dores. O Natal é uma luz para projetar em nossos corações e transmitir aos outros uma nova imagem de Deus.

 

Maria, Mãe, doutor da fé, de esperança e amor, caminhe conosco e seja um vínculo de comunhão eclesial.

Natal cristão e humano, com meu carinho e benção

Pai Rolando.

 

advento 2021

 

 

 

 

 

 

 

Caros fiéis em Jesus Cristo sob o olhar de nossa Madre del Carmen:

Eu desejo que este tempo do Advento é um tempo especial para todos, para celebrar e viver o Evangelho de esperança e otimismo corajosamente em meio às luzes e sombras do nosso mundo. A esperança nos encoraja a continuar caminhando nas pegadas do Senhor, junto com tantos irmãos e irmãs que buscam, como nós, “Um novo céu e uma nova terra onde a justiça habitará…" (2° Pe 3,13). A esperança cristã baseia-se na certeza de que Deus é fiel e não abandona o seu povo e cumpre as suas promessas. Mais ainda, reconhece que em Jesus Cristo, o senhor da história, uma nova história começou na qual a morte foi conquistada e, portanto, não há mais lugar para o pecado, dor e injustiça (Hb 6,19-20). Assim, a esperança cristã nos encoraja a não desanimar diante dos desafios e das dificuldades., ser testemunhas de esperança com uma vida mais evangélica e buscar uma vida mais digna para todos, lutar pela cultura da vida. Esperança tem um nome para nós: JESUS, o senhor, "Esperança de glória" (Col 1,27). Com são paulo, nos perguntamos: “Quem pode nos separar do amor de Cristo?, As tribulações, a angústia, a perseguição, a fome, a nudez, os perigos, a espada?… “E também com San Pablo, nos respondemos: “Tenho a certeza que nem a morte, nem vida, nem os anjos, nem os principados, nem presente, nem o futuro, nem os poderes espirituais, nem o alto, nem quão profundo, nem pode qualquer criatura nos separar do amor de Deus, manifestado em Cristo Jesus, nosso Senhor…" (Rm 8, 31, 38,39).

Este tempo litúrgico nos exorta “em novidade” a reviver o imperativo das palavras do evangelista: "Fique ligado e assista" ( Mc 13,33 ). Atenta a uma sociedade fria, onde, aparentemente, Deus não está mais interessado. Rangers enfrentar um mundo em que corremos o risco de passar a vida inteira entorpecida e anestesiada por mil interesses acidentais, alienígena ao nosso ser, incapaz de despertar o sentido mais profundo da nossa vida. Rangers a abrir-nos com humildade e coragem para o mistério de Deus encarnado. hospedado responsável no fundo do coração e firme esperança de Deus apenas como Isaías, pode transformar nossas vidas e nos tornar capazes de enfrentar inseguranças e medos, conhecer a beleza, contemplar o outro, escuchar el grito del sufriente y ver más allá de nuestros intereses. Atentos para despojar nuestro ser de todo obstáculo que impida ver el rostro de Dios encarnado, vivo e verdadeiro de conversão proclamada por Batista e tirar a vida de forma mais responsável. Vigilantes para abrir nossos corações a Deus com a mesma docilidade de Maria, fazendo nossa vida "faça-se em mim segundo a tua palavra". A partir desses fatos, podemos aproximar, mais um ano para a Caverna do amor e descobrir que o Natal é:

– Uma revelação de quem é Deus, uma revelação chocante e feliz (Lc 2,11)

– Uma revelação de quem é o homem, uma revelação de esperança (2° Cor 8,9). Naquele Menino da aventura humana está cheio de esperança.

– Uma revelação do poder salvador de Deus, uma revelação intrigante e provocativa. Ele nos salvou do Cave e da cruz (Hb 2,18).

Que o Emmanuel encontre cada um de nós neste “hoje”. Encontre-nos a abertura ao Espírito e disponibilidade que encontrou em Maria.

Uma saudação afetuosa do seu irmão em Cristo

Pai Rolando

 

Uma bela e pensativa história de luzes, sombras e esperanças que marcaram 60 anos de história em uma pequena cidade na Cantábria, San Sebastian de Garabandal (Rionansa-Cantabria-Espanha) e já que ele iluminou cantos de várias partes do mundo.

LUZES: Uma luz que ilumina 60 anos, em meio à escuridão que às vezes cobre a história. Em dois de julho de mil novecentos e sessenta e um, a ESTRELA celestial (Maria, Nossa mãe) ilumina as montanhas de San Sebastián de Garabandal e daqui tantos recantos da Cantábria, Espanha e o mundo. A virgem, a Mãe de Cristo e nossa Mãe, veio "com pressa" a esses lugares para nos levar a Cristo (Lc 1, 39-46). Ele estendeu a mão para fortalecer nossa fé, consolidar nossa esperança e fortalecer ozos de amor. Foram quatro longos anos com quase três mil aparições, onde êxtases chocantes foram compartilhados, engrenagens estáticas, quedas de tirar o fôlego, objetos beijados pela virgem, e eventos intermináveis ​​que reivindicaram a mão divina, bem como a visível comunhão do Arcanjo San Miguel com Conchita.

Esses eventos despertaram e ainda despertam nos peregrinos, o espanto e a expressão de que tais eventos vieram de Deus e do céu. Este lugar, com seus fatos e eventos, marcou as mentes e os corações dos Bastians e de tantos peregrinos, especialmente nos primeiros vinte anos. Quatro meninas marcaram esta marcha no mistério do humano e do divino, seus nomes são: Mari Cruz, Jacinta, Mari Loli e Conchita. . Acho que na solidão e na escuridão da noite as figuras das meninas emergem, aqueles rosários, aqueles objetos entregues para beijar a Virgem, aqueles êxtases, Esses movimentos e quedas foram o “ímpeto” de uma Mãe que vem trazer-nos o seu Filho com uma mensagem de amor e conversão.. Tudo o que se fala de Garabandal deve ser feito do silêncio, da oração e do olhar maternal da Virgem. É hora de fazer uma “parada” após esses sessenta anos para fazer uma análise de várias perspectivas: 1) Testemunha das testemunhas do lugar e de tantos lugares que se aproximaram e estão se aproximando.) Visão respeitoso e profundo com os acontecimentos ocorridos, da realidade religiosa e do respeito e obediência à Igreja. Quantos peregrinos sentiram "algo especial", como dizem. 3) Reconhecer com objetividade e respeito aos estudos eclesiásticos sobre o assunto. 4) O estudo distendido de médicos, "estudar" pessoas, de reconhecido prestígio. A partir desses diversos aspectos, passos podem ser dados a partir da oficialidade da Igreja, e assim, mudo ambos os videntes, profetas e pregadores "oportunistas" que se manifestam como "católicos" e que alteram o lugar e a comunhão com a Igreja e, cujas opções e modos de vida, Eles não são compatíveis ou listados na bolsa de valores da fé ou no produto do amor materno da Virgem.. A Santíssima Trindade nos convida a uma santidade comunitária e uma missão compartilhada. A fé simples e profunda do nosso povo chama este momento à comunhão (Ef 1,22) (1ª Cor 12,4-11). Somos chamados a ser testemunhas neste século 21. Sabemos que isso não é fácil devido à complexidade do nosso tempo, Mas não é pouca coisa contar com a certeza de que o Espírito nos acompanha e continuará nos acompanhando até o fim dos tempos.. Diante dessas aparições, o importante é cumprir as mensagens: Conversão e Eucaristia.

 

TONS: Também existem sombras que, mesmo se alguém quiser esquecer ou ficar mudo, seria um desserviço a esses eventos de tal calibre. As sombras não têm força para esconder as luzes, mas para aumentar sua luz. Podemos listá-los para refletir com mais precisão:

  • Peregrinos desorientados cujas aparências os alimentam com falta de religiosidade, desencarnado de fé autêntica e, Apesar disto, as vezes, causa um raio de luz em suas vidas.
  • Sacerdotes, religiosos que se refugiam nesses lugares para se justificar e mobilizar as pessoas em torno daquele lugar sem combinar a profundidade do lugar, querendo formar grupos dissidentes da Igreja , alterando a verdade do evangelho.
  • Pessoas que em função desse fenômeno, eles montaram seus próprios negócios, esquecendo que Deus e o dinheiro não podem ser servidos, perdendo assim sua oportunidade de economia.
  • Peregrinos que se dedicam a "evangelizar" confundindo pessoas de boa vontade e muitas vezes destruindo a comunhão eclesial tão desejada por Nossa Senhora, Doutrinar e misturar tudo.
  • Saturação de livros para serem mais do mesmo, sem esquecer que o livro “Foi com pressa para a montanha” é uma referência imprescindível.
  • Proliferação de grupos que às vezes violam os carismas da Igreja e que buscam seu protagonismo pessoal.
  • Confronto dos diversos grupos e movimentos que afetam a unidade eclesial e o anúncio do Evangelho.
  • A ânsia e o desejo da Igreja em aprovar tais eventos, como se nossa conversão dependesse disso. Diante desse fato nos perguntamos: O que está por trás de tudo isso?.
  • A quantidade de opiniões sobre o assunto que às vezes confundem e quebram a força da comunhão eclesial, que ameaçam a unidade e objetividade dos fatos, uma vez que monopolizam grupos para evangelizá-los por trás da doutrina da Igreja.
  • Venda online do site antes do cobiçado milagre. Manipulação de grupos estrangeiros por motivos "duvidosos" com a figura da Virgem.
  • O mais preocupante é o “nascimento” excessivo de tradicionalismos recalcitrantes e da integridade que eescurece a mesa da Eucaristia, a figura da virgem. O que ela quer é a comunhão eclesial de seus filhos, superando todas as diferenças e focando no AMOR de Cristo, e que estando unidos não entramos em crítica ou desqualificação, sem esquecer as palavras
  • s do senhor (Lucas 6, 36-39): “Não julgue e você não será julgado….). Existe o risco de que cada grupo forme seu Deus à sua maneira, sua virgem ao seu capricho, seu evangelho adulterado por seus gostos, e uma Igreja dos bons e bem-sucedidos. Esta é a sombra mais preocupante para a Igreja oficial e para a Igreja local.

HOPES: A plena garantia de que um dia, talvez não muito, Deus será Deus e a Virgem será a Virgem, sem precisar de nossos chutes interessados ​​e sem perturbá-los com nossas mentes duvidosas e nossas palavras infelizes. Trabalho tranquilo, silencioso, orando e acreditando em tantas pessoas que não fazem barulho, não altere, eles não têm bolso: só coração e fé. Pessoas que ficam "livres" sem ter que criar grupos, movimentos, etc…., que vivem em profundidade as mensagens da Virgem. Todas aquelas pessoas (peregrinos) que vêm com simplicidade e fé para encontrar uma resposta à sua fé, consolo para suas cruzes e preocupações, e eles estão cheios do amor da Virgem, eles vivem um milagre pessoal. A esperança é que um dia, não muito longe, a advertência e o milagre anunciados pela Virgem a Conchita tornam-se realidade. A segunda mensagem, Para ser honesto, foi cumprido e está sendo cumprido causando uma séria cicatriz na Igreja, e somente as palavras de Cristo nos dão força: "Eu estou contigo", Ele nos “acalma” as tempestades que assolam o mundo e a Igreja. Devemos implementar a primeira mensagem da Virgem: CONVERSÃO, EUCARISTIA, MAS ANTES DE SER MUITO BOM. Esperamos plenamente que este lugar seja um Cenáculo de Pentecostes onde eles estão brindando: a fraternidade, oração junto com Maria, para o Espírito Santo iluminar este lugar e nosso caminho, fortaleça nossos corações para enfrentar com liberdade, coragem, pose e ousando as alegrias e esperanças, as dores e provações deste vale de lágrimas. Podemos e devemos chamá-la deste lugar: Virgem de Carmen de Garabandal nossa esperança! Desejamos que nós, peregrinos de fé e esperança, vamos abordar este lugar como um espaço de oração, fraternidade, De conversa, da Eucaristia sob o impulso do Espírito Santo. Este lugar não tem propriedade, são portas abertas, e só San Sebastián de Garabandal nos oferece através da história e do tempo uma Mãe compartilhada. Esperamos que o estudo completo e sério da Igreja oficial continue, como sempre, com uma disposição firme e prudente de alguns fatos, evitando que qualquer bispo o use para favorecer seu prestígio pessoal.

O 60 anos das aparições

¿Garabandal ?

Mãe, nosso consolo e esperança.

Aos 60 anos de história, queremos agradecer a sua visita a esta montanha de Judá, San Sebastian de Garabandal (Rionansa - Cantabria - Espanha), em 2-VII-1961, para trazer Jesus Cristo a este lugar e ao mundo, bendito fruto do teu ventre e através dele uma mensagem de amor e conversão. Um evento lindo e provocativo, espetacular e enquadrado entre o humano e o divino, o que surgiu atrás 60 anos nas montanhas e aldeias de uma cidade simples, na figura de quatro meninas da aldeia, cujos nomes são Conchita González ( 12 anos ), Mari Cruz González ( 11 anos ), Jacinta Gonzalez (12 anos ) e Mari Loli Mazón ( 12 anos ). Este extraordinário acontecimento tem como pórtico o aparecimento do Arcanjo São Miguel. 18 - NÓS - 1961, que os prepara para o epicentro e mistério desse evento, o aparecimento da Virgem do 2 - VII - 1961, sob a invocação de Nossa Senhora do Carmen, cujas aparições duram 5 anos. Esse fato revoluciona o lugar, o município, Espanha e várias partes do mundo. Calcula-se uma presença média anual de quase três mil peregrinos por ano de diferentes partes do mundo e diferentes ambientes culturais.. A igreja oficial da diocese se mobiliza diante de tais fenômenos com diferentes equipes de estudo. Durante este tempo, vários bispos passaram pela diocese. A decisão oficial da igreja é "não há evidência da natureza sobrenatural" das supostas aparições; o "não registro" deixa a porta aberta para diferentes interpretações, que eles não deixem de ser isso, interpretações.

A riqueza de êxtases e aparências cativantes, criptografou-os em um 3000 de acordo com os estudiosos, despertam impacto e interesse em tantas pessoas, dando origem a inúmeros estudos. Talvez o livro mais simples e claro seja o de P. Pesca: "Ele correu para a montanha". Inúmeros livros foram escritos, brochuras e artigos sobre o assunto, com diferentes propósitos que agora são irrelevantes.

Agora, ao atingir este estágio de 60 anos, a urgência de reviver é imposta, atualizar e apresentar objetivamente a análise de tantos anos e a razão deste tempo: A VIRGEM. Podemos dividir este tempo em três seções:

 

UMA) POSITIVO:

Um acontecimento que revoluciona várias partes do mundo e o testemunho verdadeiro dos moradores da cidade, testemunhas reais de tais eventos a isso acrescentamos os depoimentos de muitos peregrinos que frequentaram o lugar durante essas datas. A maioria dos "peregrinos" vem em busca de luz para sua fé, conforto e esperança por suas vidas diante da figura da VIRGEM, reivindicando sua ajuda quando crianças, sua misericórdia e seu refúgio nos momentos mais favoráveis ​​e nesses momentos turbulentos, diríamos neste vale de lágrimas. A chegar, eles descarregam suas "cruzes" diante da Mãe e quando saem, eles as pegam novamente, mas pesam menos ou não o encontram mais. Alguns que vêm por curiosidade levam o olhar amoroso da Virgem. Este é o lindo panorama que pode ser descoberto, às vezes ofuscado por pouco comportamento piedoso ou eclesial. Padre Pio e Paulo VI são mencionados como envolvidos nestes eventos, tudo isso pode ser verificado nos diversos livros e revistas e na internet.

B) NEGATIVO:

Outros que chegaram, dos quais "alguns" se instalaram na cidade, transformando o lugar em um barril de pólvora ou Babel, onde as tendências tradicionalistas se misturam, nós integramos, confrontações graves que ameaçam a comunhão eclesial, lutas de comportamentos ideológicos que alteram a serenidade da paz do lugar e da Igreja, algum pobre diabo que se sente vidente e protagonista de ilusões pessoais e religiosas. Alguns transformaram o manto da Virgem em uma saia para guardar dólares e euros, Outros tentam fazer do dito “manto” diferentes bandeiras de grupos de todos os sistemas, colocando nos lábios da Virgem o que ela nunca diria, porque todo carisma na Igreja está a serviço da comunidade. Se vende, se compra, propriedades são acumuladas para o dia do "milagre". Apartamentos para alugar para lucro sórdido, bolsas e tendas são oferecidas online para o dia do "milagre". Nas redes sociais há youtubes muito desanimadores sobre a questão de Garabandal e bispos e padres excomungados vêm, ralaram pessoas que tumultuam o espaço e se tornaram pregadores viajantes. O "cache Garabandal" é listado e um mafioso sempre aparece. Mas isso é possível porque o diabo está lá onde a Virgem está. Devemos lutar para que o diabo não roube o coração do homem de Deus, não conseguiu remover do ser humano o coração de Deus como fez com Adão e Eva (Dar 3, 1-24). As armas para vencer este CARA (diabo) filho:

  • Leitura e meditação da palavra-chave de Deus para a conversão que nos enche da graça do Espírito Santo.
  • O Santo Rosário para encontrar a Virgem, quem o diabo odeia especialmente.
  • Confissão Sincera no Sacramento da Penitência.
  • A participação na Santa Missa. (Tudo isso é do Papa Francisco). Nesta seção, devemos revisar uma declaração um tanto confusa de uma das videntes Mª Cruz.

C) PRESSIONANDO AS DEMANDAS DESTE LUGAR COM SEU 60 UMAÑOS DA HISTÓRIA:

  1. Silêncio interior que nos ajuda a refletir e a encontrar Jesus Cristo, bendito fruto do ventre de Maria, que sabemos como dominar nossa linguagem para controlar todo o nosso ser (Santi 3, 5-6; 3,2). Seremos responsabilizados por cada palavra ruim. Que a nossa “linguagem” esteja a serviço da verdade e do amor (Mt. 12, 34-36). Somente do silêncio interno e externo podemos receber a força do Espírito Santo, que nos dá luz para discernir os sinais dos tempos, ser vigilante com ousadia e equilíbrio, permanecendo firme na fé.
  2. Não esqueça as duas mensagens da Virgem às meninas e ao mundo, para nós e para todos, não apenas cardeais, bispos e padres… não, não, a todos (18 Outubro 1961 e 18 Junho 1965). E o mais importante é ir à Eucaristia, mas primeiro seja muito bom. As mensagens de Garabandal em toda a sua realidade e seriedade material convidam-nos à CONVERSÃO E À EUCARISTIA. Não vamos esquecer e perder de vista que "Garabandal" é um grito de conversão., mas uma conversão que toca o coração e nos faz dizer as palavras do Salmo 51: "Oh Deus, crie em mim um coração puro, renove-me por dentro com um espírito firme ". Os dois sacramentos de Garabandal, como qualquer aparição admitida na igreja, eles são o sacramento da confissão e o sacramento da Eucaristia. ela, como a mãe quer que sejamos limpos e alimentados. Um sacramento de confissão diferente de uma maquiagem para remover as rugas do coração, mas um sacramento que olha para a nossa alma para encontrar Deus Pai, conosco e com os outros. E o sacramento da Eucaristia, Nós o recebemos como o Pão da Vida e da Eternidade, para transformar nossa vida e tornar nosso mundo mais humano e mais de Deus. Devemos cuidar dos detalhes, mas ir ao fundo do sacramento. Esses sacramentos nos impelem a ser ramos unidos à videira que é Cristo, ajude-nos a ser uma comunidade, Paróquia e Igreja universal. Que não percorramos as diferentes paróquias para encontrar a Eucaristia como refúgio para os nossos caprichos religiosos que nada têm a ver com a seriedade da Eucaristia..
  3. Garabandal nos urge fazer do lugar das "supostas" aparições uma casa de fraternidade, onde nos sentimos irmãos sob o manto da Mãe. Faça deste lugar um Pentecostes constante onde, da fraternidade, oração e Maria recebemos a força do Espírito Santo para sermos testemunhas na palavra e nas obras de Jesus Cristo Ressuscitado, bendito fruto de maria ( Hch. 2, 1-13 ). Que o Espírito Santo nos conceda a graça de ler e reler as Escrituras para tornar a memória ativa, amar e agir nos eventos de Cristo.
  4. Garabandal nos impulsiona fazer do lugar uma escola de oração com um coração nobre e generoso, arrependido e humilhado. Que não é um local para shows e sutis "dimes and tell" que nos impedem de crescer como cristãos e como pessoas.. Que Maria seja a estrela da nova evangelização, para que saibamos ler e viver como Ela a Palavra que nos salva (Jn.2, 5). Maria seja a grande médica que nos ajuda a ler e a viver a verdade do Evangelho, cujo Evangelho devemos levar no bolso da vida, tornando-o a norma de vida deixando de lado os possíveis professores de plantão.
  5. Garabandal nos lança para fazer do lugar uma oficina onde trabalhamos para crescer na fé, esperança e amor (Lc.2, 5). Uma oficina onde trabalhamos para não adulterar a figura de Cristo e a figura de Maria., o Evangelho e nossa Igreja. Não repita as palavras duras de Jesus Cristo quando ele entrou no templo em Jerusalém: "Não transforme a casa de meu Pai em um covil de ladrões" (Banheiro 12, 5-6). Não vamos transformar este lugar em Garabandal em um mercado de cem dólares, mas em um espaço onde a verdade de Maria não se presta à especulação e ideologias, mas é uma LUZ que nos guia para a Eternidade.
  6. Garabandal é uma chamada ser A IGREJA DE CRISTO, não aquele que inventamos como se fosse um bazar de oportunidades. Uma igreja que exige fraternidade de nós, Não podemos celebrar a Eucaristia sob o olhar da Virgem e ser enfrentados para ideias, nós integramos, euros e outros fatores que podem nos deslocar. Uma igreja que afirma pertencer a nós e não procura igrejas de refúgio ou capricho. Quando rejeitamos nossos pastores- servidores, começando com o Santo Padre de plantão, hoje Papa Francisco, estamos desfigurando o rosto de Cristo, de maria, nossa mãe e a igreja. Devemos acolher com amor e oração sincera as fraquezas da nossa mãe a Igreja, entendendo que Cristo é o fruto bendito do vosso ventre Maria.
  7. Garabandal é uma luz de fé, esperança e amor que nos convida a uma esperança paciente. Se dissermos que Garabandal só Deus sabe, por que essa insistência de que a Igreja o aprove, Bem, só nos resta deixar Deus ser Deus e a Virgem ser a Virgem.. Corre-se o perigo de que, por trás desse ofuscamento que a Igreja o aprova, se ocultem outros interesses que respondem a ideologias e bolsos.. Diga que é um torrent, Bem, deixe Deus e a Virgem dominarem essa torrente. E uma pergunta, Por que existem pessoas e grupos que reivindicam e pedem que a igreja oficial aprovar?, (O que está escondido por trás desse desejo?, personalidades, ideologias, conquistar metas, dinheiro, o negócio…). Esta não é a hora de chutar. Podemos dar à luz a Virgem. Nossa Igreja oficial há anos, fala de “supostas aparências” e aquela palavra “não aparece” que se presta a muitas interpretações. Vamos respeitar e ser prudentes.

Se aprovado pela Igreja, Você vai ficar melhor?. Converta agora e não espere mais.

O objetivo desta longa reflexão é ordenar uma realidade em estudo que clarifique o momento e tranquilize o lugar e os peregrinos.. Que a Virgem continue repetindo aquelas palavras das bodas de Caná: "Faça o que Ele lhe diz" (Banheiro 2, 1-11), isso vai nos encher de amor, esperança e verdade nossas vidas.

  1. Como culminação Permito-me convidá-lo a uma reflexão sincera e profunda de uma citação evangélica do Monte. 6, 24-34: "Ninguém pode servir a dois mestres, pois ele desprezará um e amará o outro, ou ele amará um e desprezará o outro. Você não pode servir a Deus e à riqueza ". (Em termos coloquiais, não podemos servir a Deus e ao dinheiro - a Virgem e ao dinheiro). Que esta frase evangélica desperte em nossos corações e em nossos comportamentos neste momento desconcertante. Obrigado pela sua compreensão.

 

 

Com meu carinho e benção. Padre rolando.