Pregon Pascual

PÁSCOA DA ALEGRIA E DA ESPERANÇA DO PACIENTE levando-nos ao túmulo vazio com a pedra removida, e nos encoraja a compartilhar em nossa GALILEA que JESUS ​​CRISTO VIVE (03-04-2021)

Queridos irmãos e irmãs:

Mais um ano celebramos o centro da nossa fé e o fundamento da nossa esperança: A RESSURAÇÃO DE JESUS ​​CRISTO. O momento é urgente e a escuridão do tempo é dolorosa: pandemia, vacina, cinismo político e corrupção, O comunismo se infiltra em nossa sociedade como um plano de ataque aos grandes valores da dignidade e da liberdade de cada pessoa. O momento atual é como o guarda-chuva do medo que nos paralisa para sair dele e viver nossas liberdades e nossos direitos adormecidos. Nosso pai, o mundo político, Ele nos anestesia e nos entorpece para mudar nossas maneiras de ser, pensar e sentir pela vida.

Por isso, é urgente celebrar a PÁSCOA como um momento de alegria para reavivar a dignidade da fé. (Lc 1,45; Mt 15,28). Consolide a firmeza da esperança (Jn 14, 1-4) quando se acredita que tudo está perdido, esquecendo que Ele caminha conosco diante das dúvidas e incertezas como fez com os discípulos de Emaús (Lc 24,13-25). A Páscoa é um apelo à urgência do amor (Jn 13,34-35) em um mundo globalizado onde cada um caminha sozinho com um olhar indiferente diante do irmão perdido à beira da estrada (Lc 10,25-37). Es tiempo para reafirmar en novedad constante la verdad de Dios y la verdad del hombre. A verdade de Deus é Jesus Cristo (Jn 3, 16-19), ea verdade sobre o homem é Jesus Cristo (Hb 4,15), é hora de experimentar a plenitude do amor de Deus em Jesus Cristo e a dignidade do homem por meio de Jesus Cristo. Cada Páscoa é um impulso e uma urgência para olhar para o futuro com esperança e a razão para isso. (1 em 3,15), cuja esperança gera uma nova forma de estar na vida e enfrentar com otimismo o desafio urgente do nosso tempo, aprumo, ousadia e coragem dentro da casa da misericórdia. Esta esperança tem um nome: JESUS ​​CRISTO e se baseia em um fato que revoluciona e transforma a história dos tempos: SUA RESSURREIÇÃO (1Tim 1,1). Cada Páscoa deve ser um “hoje” que reacenda e incentive o seguimento, Ilusão, fraternidade e perseverança, para quebrar assim medos, tensões e decepções que podem paralisar nossa marcha diante do encontro com o Ressuscitado.

Aterrada e enraizado em Jesus Cristo (Col 2,6) dar razão da nossa esperança (1em: 3,15), no meio deste torpor sociedade, confuso e enfraquecido nos grandes valores, tão necessário que seja de esperança diante do medo, confuso e anestesiado pela realidade política, social, humano e às vezes religioso. Nosso rótulo cristão IRÁ BRILHAR pela maneira como encaramos a vida a partir de uma esperança forte e paciente em Cristo. Esta esperança cristã se constrói dia a dia "enraizando" a vida no Ressuscitado.. Esse é o seu verdadeiro segredo.

Que a Virgem Maria, Mãe (Jn 19, 26-27), Mulher da Encarnação (Lc 2,5), mulher eucarística (Mt 26, 26-27), Cruz mulher (Jn 19,25), Mulheres de Esperança e da Igreja (Hch 1, 13-14), ação nossa páscoa 2021, e um dia de Páscoa sem data, e nos ensina a simplesmente reler o Evangelho de Jesus Cristo, seu filho, e traduzi-lo em vida com todas as suas consequências revolucionárias e comprometidas, manifestada no espírito radical das Bem-aventuranças. Que ela, dom pascal ao mundo e à igreja, nos encoraja a renovar nossa interioridade dia a dia (2 Cor 4,16). Que ela, Reina y Madre de Misericordia urja a sus hijos a caminar como hombres y mujeres libres de todo miedo y anestesia política y social y el corazón samaritano ante tantas historias en el camino de la vida y del covid. Na escuridão deste momento, tomemos o Santo Rosário como o único e eficaz antídoto para o vírus em suas diferentes facetas e digamos, deixe-nos sentir e viver as palavras sempre abençoadas e esperançosas: “E depois deste exílio mostra-nos Jesus, o fruto bendito do teu ventre”.

Un abrazo y oración P. Rolando